Anuncie no Artigo Científico
MEU CADASTRO      
Artigos - Artigo Científico
Envie um Artigo
Busca avançada
Categorias
Últimos artigos enviados
Artigos mais procurados
Artigos - Artigo Científico
Pesquisadores - Artigo Científico
Busca avançada
Últimos cadastrados
Mais procurados
Pesquisadores - Artigo Científico
Quem - Artigo Científico
Sobre o WebSite
Como Participar
Quem - Artigo Científico
Canal Científico - Artigo Científico
Cadastre-se
Envie um Artigo
Canal Científico - Artigo Científico
Publicidade - Artigo Científico
Como Apoiar
Publicidade
Divulgue nosso WebSite
Publicidade - Artigo Científico
Faleconosco - Artigo Científico
Dados Físicos
E-mail
Contato Direto
Administração
Faleconosco - Artigo Científico
Ajuda - Artigo Científico
Perguntas freqüentes
Ajuda - Artigo Científico
 
PALAVRA-CHAVE ÁREA DE CONHECIMENTO  
 BUSCA AVANÇADA

 
Óbitos neonatais: por que e como informar?
Neonatal death: why and how to inform?
AUTORES
[ PEDROSA, Linda Délia Carvalho de Ol ]
[ SARINHO, Silvia W. ]
[ ORDONHA, Manoelina de Albuquerque Rocha ]
CATEGORIA
Ciências da Saúde
] [ Enfermagem ] [ Medicina ] [ Saúde Coletiva ]
PUBLICIDADE
RESUMO
Os óbitos neonatais se constituem no mais importante componente da mortalidade infantil (MI) no Brasil, tendo como principais causas a asfixia, o baixo peso ao nascer, as afecções respiratórias do recém-nascido, as infecções e a prematuridade. São situações vinculadas a falhas de prevenção e a ampla rede de determinantes desses óbitos precisa ser conhecida a partir das informações disponibilizadas pelos sistemas nacionais de informação. Uma boa cobertura do sistema, agilidade e coleta de informações confiáveis em todos os níveis e o controle do fluxo dessas informações, asseguram a validade dos indicadores gerados, permitindo a escolha da melhor abordagem preventiva. Neste artigo, são apresentadas as diversas fontes de pesquisa em óbitos neonatais, seus usos e limitações ressaltando o papel dos profissionais de saúde na geração de dados confiáveis. Foram consultados manuais técnicos do Ministério da Saúde, teses, dissertações e livros sobre o tema e realizada uma revisão nos bancos de dados eletrônicos Medline, LILACS, SCIELO e PAHO em artigos disponíveis de 1980 a 2004, a partir dos descritores 'mortalidade infantil', 'mortalidade neonatal', 'mortalidade neonatal precoce', 'causa básica de óbito', 'sistemas de informação', 'informação em saúde', 'registros médicos', 'registros de mortalidade'.
RESUME
The neonatal death constitutes the major component of the infant mortality (MI) in Brazil, having the asphyxia, the low birthweight, the newborn respiratory affection, the infection and prematurity as the main causes. These situations connect to the prevention failures so the wide determinant network of these obits need to be recognized from available data by national systems of information. A good system covering, agility and reliable information collection in all the levels and the flow information control, assure the validity of the produced indicators, allowing the choice of the best preventive approach. This article presents the several research sources in neonatal obits, their uses and limitations, stooding out the health area professionals contribution of reliable information production. A review on this issue in health ministry technical manuals, theses, dissertations and books, as well as in the electronic data bases Medline, LILACS, SCIELO and PAHO was carried out. Aricles published from 1980 thru 2004, with the following key-words, were included: 'infantile mortality', 'neonatal mortality', 'precocious neonatal mortality', 'basic cause of death', 'information systems', 'information in health', 'medical registers', 'mortality registers'.

DOWNLOAD DO ARTIGO
27759.pdf
 
Seu comentário será analisado pela administração do Artigo Científico.
 


© 2006 Artigo Científico. Todos os direitos reservados. ePrimer    

NaVista WebSites